5ª edição do Festival de Folclore Ibérico – Principado de Andorra


No primeiro fim-de-semana do mês de Maio, o Grupo de Folclore “Casa de Portugal” assinalou o seu 19º aniversário com a realização da 5ª edição do Festival de Folclore Ibérico – Principado de Andorra, no qual participaram Grupos de Folclore de Portugal, Espanha e Principado de Andorra.

O programa das celebrações iniciou-se na sexta-feira, dia 1 de Maio, com a Sessão Solene no Comú d’Escaldes-Engordany (Câmara Municipal), onde os Grupos participantes no Festival foram recebidos pela Cònsol Major (Presidente da Câmara), Trini Marín e pela Vereadora da Cultura, Núria Barquin, e na qual foram impostas as fitas comemorativas e se fez a habitual troca de presentes entre os grupos. Trini Marin destacou a importância que o Festival de Folclore Ibérico tem para a paróquia de Escaldes-Engordany e para o país, dado que “permite o intercâmbio de culturas”.

No sábado à noite, dia 2 de Maio, as ruas de Escaldes-Engordany receberam o desfile etnografico, composto por mais de 150 folcloristas que, com a música tradicional e a diversidade dos trajes, encantaram o inúmero público que desfrutava da iniciativa turística “Nit Vivand”.

O cortejo terminou no Auditório do Prat del Roure, onde os Grupos desfilaram pelo palco, na presença das Vereadoras de Finanças e de Meio Ambiente e Idosos do Comú d’Escaldes-Engordany, Núria Gómez e Magda Sinfreu, respetivamente, do Presidente da Junta de Freguesia de Paramos, Manuel Dias, do Pároco português em Andorra, Padre Albano Fraga, e do público que, aos poucos, foi enchendo a sala.

Coube ao Grupo de Folclore “Casa de Portugal” a abertura do Festival, apresentando as danças e a beleza policromática dos trajes do Alto Minho. O folclore andorrano foi apresentado pelo Esbart Dansaire d’Andorra la Vella, através das danças típicas como a “disfraçada” ou a “Festa Pagesa” recebendo calorosos aplausos do público presente. O folclore espanhol esteve a cargo da Agrupación de Danzas Virgen de las Nieves de Tanos que deleitou os assistentes com a etnografia cantábria. O folclore português voltou de novo ao palco, desta vez pelo Rancho Regional “Recordar é Viver” de Paramos – Espinho, que apresentou uma mostra etnográfica do Douro Litoral, tendo convidado o público a dançar o Vira Geral no final da sua atuação, terminando em festa mais uma edição do Festival Ibérico.

A satisfação do público e dos organizadores foi unânime, estando estes motivados a continuarem a promover a cultura portuguesa nos Vales de Andorra, tendo já agendada, para Julho, a realização da 2ª edição do mercado tradicional português ”O Feirão” assim como a digressão à Cantábria, em Agosto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...