III Capítulo de Entronização da Confraria dos Enchidos


A pacata vila alentejana de Vila Nova de São Bento recebeu, de braços abertos, o III Capítulo de Entronização da Confraria Gastronómica dos Enchidos com os seus mais de 200 convidados.

Este Capítulo começou com uma visita à fábrica de enchidos Paladares Alentejanos onde foram revelados os segredos da qualidade dos enchidos desta empresa de enchidos tradicionais alentejanos.

De seguida, os confrades e visitantes foram levados ao Monte de Belmeque, em Vale de Vargo, para uma tradicional Matança do Porco, tendo-se, de seguida, realizado uma prova de degustação de enchidos.

Realizou-se o cortejo das várias confrarias pelas ruas de Vila Nova de São Bento, seguido do ponto alto destas cerimónias: as entronizações de novos confrades. Foram entronizados 20 novos confrades efetivos e 5 confrades de Honra de onde destacamos, Henrique Ribeiro, Nuno da Câmara Pereira, D. Pedro José Folque de Mendoça Rolim de Moura Barreto, 6º Duque de Loulé, Pedro Camilo e Constantino Menino.

Foi o Cabido-mor Daniel Luís que abriu a cerimónia, passando a condução da mesma para o Grão-mestre da Confraria Henrique T. Mourato, que convidou o Presidente da Mesa do Cofre da Confraria da Marmelada, Jorge Spencer, bem como Pedro Coelho, da Confraria da Chanfana, por serem as madrinhas da confraria dos enchidos, e ainda o Presidente do Conselho, Fiscal Bruno Silva, para irem para o altar dos juramentos.

Foi ainda entronizada como afilhada da Confraria dos Enchidos a Confraria Enogastronómica da Ribaestrema.

Realizou-se ainda a cerimónia de instalação do novo Cabido-mor da CGE, Daniel Luís, cerimonia conduzida pelas Confrarias Madrinhas e pelo Grão-mestrado presente.

Depois das entronizações e discursos da praxe, foi tirada a fotografia de família com as seguintes confrarias:
Confraria do Atum;
Confraria Bacchus Albufeira Bacchus;
Confraria da Marmelada de Odivelas;
Confraria da Chanfana;
Confraria do Medronho Monchique;
Confraria dos Enófilos e Gastrónomos do Algarve;
Confraria das Almas e do Leitão
Academia Gastronómica e Cultura da Caça
Confraria Enogastronómica da Ribaestrema
Confraria do Queijo de Serpa.

Seguiu-se para um almoço fraterno entre confrades e confrarias e onde o Grão-mestre brindou todos os presentes com os brindes rituais da confraria e ofertando a todos os presentes uma pequena lembrança deste Capítulo

No fim da refeição assistiu-se às atuações do Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento, do Rancho Coral e Etnográfico de Vila Nova de São Bento, do Grupo Feminino Madrigal; e do Grupo Nascidas para Dançar.

Este evento tinha um cariz solidário, pelo que o Grão-mestre da CGE entregou ao representante do Lar de São Bento de Vila Nova de São Bento um cheque no valor de quase 800 euros, acção bastante aplaudida por todos os presentes.

E para acabar este Capítulo, os Confrades Nuno da Câmara Pereira, Pedro Camilo e Jorge Ganhão brincaram todos os presentes com as suas vozes e canções.
Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...