Portal do Folclore Português - Novidades!

A partir do próximo dia 6 (Domingo) até ao dia 8 de Março (Terça-feira Gorda), vamos celebrar o Entrudo. É assim mesmo: em Portugal devemos celebrar o Entrudo! O Carnaval celebra-se no Brasil, em Veneza, pelo mundo fora. Mas em Portugal o Entrudo é que é (apesar dos Desfiles ou Corsos Carnavalescos made in Brasil que teimam em impor-se de Norte a Sul do país)!
Basta darmos um salto a Podence (Macedo de Cavaleiros) para festejarmos o Entrudo Chocalheiro ou Festa dos Caretos, ou, então, ir até Lazarim (Lamego) para podermos festejar o Entrudo dos Compadres, com os respectivos Caretos.

Já em Lindoso, Ponte da Barca, podemos celebrar o Entrudo do Pai Velho (tradição ancestral que repesca as raízes do verdadeiro Carnaval Português).

Também na Madeira e nos Açores o Entrudo pode ser festejado de acordo com as tradições populares locais, mais ou menos ancestrais.

Carlos Gomes, no seu artigo de opinião intitulado “A magia do Carnaval” afirma que “O termo Carnaval provém do latim "carpem levare" que significa "adeus carne" ou "retirar a carne" ou ainda estar associado a curru navalis que consistia num carro de rodas marítimo que saía para o mar e significava o retorno à pesca com a chegada da Primavera.”

Há quem diga que os pastéis de toucinho (às vezes impropriamente chamados de toucinho-do-céu), característicos de Vila Real, eram consumidos no convento de Sta Clara (que existiu no espaço do actual Seminário e onde terão sido inventados) na 5ª feira gorda (a seguir ao Carnaval, entre a Quarta-feira de Cinzas e a 1ª Sexta-feira da Quaresma).

O Entrudo, em especial o Domingo Gordo, era e ainda é a ocasião propícia a comer o bucho raiano (Beira Alta), sendo da tradição que a família se reúna em convívio para o saborear.

Destacamos, uma vez mais, a disponibilidade da Equipa do Portal do Folclore Português para elaborar, gratuitamente, uma página destinada à divulgação dos Grupos de Folclore que não tenham site ou blogue. Para saber mais informações, ou conhecer os Grupos que já beneficiaram desta iniciativa, visite esta página do Portal>>>

Para quem quiser acompanhar, mais de perto, as actualizações do Portal do Folclore Português e dos seus Blogues: Blog do Portal do Folclore Português | Etnografia em Imagens  | Passear em Portugal, poderá inscrever-se como nosso “AMIGO” no Facebook e/ou acompanhar-nos através do Twitter.

Também poderão aderir à respectiva Rede Social!

Novidades da Equipa do Portal do Folclore Português

Nos últimos dias, o Portal do Folclore Português tem aumentado os seus conteúdos relacionados com a Gastronomia Tradicional Portuguesa. Assim, pareceu-nos interessante que quem visita este espaço fique a conhecer mais informações sobre a Truta, o Sável, os Feijões e as feijoadas, a Batata, o Capão e o Pato, sem esquecer o típico Bacorinho Bairradinho, as Enguias de Aveiro e da Murtosa, assim como a Chanfana (prato característico de parte do distrito de Aveiro e do de Coimbra, da Bairrada até Poiares, Lousã e Miranda do Corvo).

Também poderá querer saber onde se vão realizar as próximas Feiras de Gastronomia, de Artesanato, etc.

A pedido do Presidente do Conselho Internacional da Dança (CID), lembramos todos os folcloristas e outros interessados que no próximo dia 29 de Abril se vai celebrar o Dia Internacional da Dança. Importa que o mesmo seja preparado com a devida antecedência…

Destacamos, mais uma vez, a disponibilidade da Equipa do Portal do Folclore Português para elaborar, gratuitamente, uma página destinada à divulgação dos Grupos de Folclore que não tenham site ou blogue. Para saber mais informações, ou conhecer os Grupos que já beneficiaram desta iniciativa, visite esta página do Portal>>>

Já todos deverão ter conhecimento de que o Portal do Folclore Português divulga as iniciativas de carácter etno-folclórico promovidas pelos Grupos de Folclore ou outros.

Assim, poderão ser-nos enviadas (atempadamente) para divulgação, informações sobre: Festivais, Encontros e Mostras de Folclore, Colóquios, Seminários, etc, assim como Outras Iniciativas

Para além do Portal do Folclore Português, a Equipa mantém três blogues com objectivos diferenciados e bem definidos:

- Blog do Portal do Folclore Português (Neste Blog, para além da divulgação de iniciativas e outras informações, vamos colocar as mais recentes actualizações do Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa, assim como referências a algumas informações já lá existentes. Através deste Blog vai ser mais fácil saber o que há de novo no Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa, assim como acompanhar as actividades de diversas entidades e instituições.)

- Etnografia em Imagens (A Equipa do Portal do Folclore Português criou este novo espaço - A Etnografia em Imagens - na internet com o principal objectivo de preservar e divulgar imagens: fotos, postais, desenhos, pinturas, aguarelas, etc. sobre aspectos diversificados do Folclore, da Etnografia e da Cultura Popular Portuguesa, sem esquecer as Terras e as Gentes de Portugal, este pequeno mas belo “jardim à beira mar plantado”.)

- Passear em Portugal (O principal objectivo deste blogue é contribuir para divulgar o que de melhor, do ponto de vista turístico, há neste recanto da Europa, plantado à beira-mar, através da sugestão de passeios, circuitos ou itinerários turísticos, visitas, … para que, pelo menos, os Portugueses fiquem a conhecer mais do seu país!)

Provérbios e adágios populares sobre o mês de Fevereiro

A Sabedoria Popular é o resultado de séculos, se não mesmo de milénios, de experiências e saberes adquiridos e transmitidos, quase sempre oralmente, de geração em geração. Prova disso mesmo são, por exemplo, os Provérbios, Adágios, Rifões, Ditados Populares e Anexins, que existem aos milhares, sobre diversos e variados temas e assuntos.

Hoje vamos apresentar alguns Provérbios ou Ditados Populares sobre FEVEREIRO:

» Ao Fevereiro e ao rapaz perdoa-se quanto faz, desde que o Fevereiro não seja varão, nem o rapaz ladrão.

» Aveia de Fevereiro, enche o celeiro.

» Bons dias em Janeiro vêm a pagar em Fevereiro.

» Dia de S. Brás, a cegonha verás e, se não a vires, o Inverno vem atrás.

» Em chegando o S. Brás (dia 3), verás o que o Inverno fez e o que o Inverno faz: se vai para diante ou se fica para trás.

» Em dia de S. Matias (24) começam as enxertias.

» Em Fevereiro chuva, em Agosto uva.

» Em Fevereiro neve e frio, é de esperar ardor no estio.

» Em Fevereiro, ergue-se o centeio, a aveia enche o celeiro e a perdiz afaz-se ao poleiro.

» Em Fevereiro, mete obreiro; pão te comerá, mas obra te fará.

» Fevereiro afogou a mãe no ribeiro.

» Fevereiro chuvoso faz o ano formoso.

» Fevereiro coxo, em seus dias vinte e oito.

» Fevereiro engana as velhas ao soalheiro.

» Fevereiro enxuto rói mais pão do que quantos ratos há no mundo.

» Fevereiro o mais curto mês e o menos cortês.

» Fevereiro quente traz o diabo no ventre.

» Fevereiro seca as fontes ou leva as pontes.

» Fevereiro trocou dois dias por uma tigela de papas.

» Fevereiro quente, não o vejas tu nem o teu parente.

» Neve de Fevereiro, presságio de mau celeiro.

» O primeiro de Fevereiro jejuarás, o segundo guardarás e o terceiro é dia de S. Brás; semeia o cebolinho e te-lo-ás.

» O tempo de Fevereiro enganou a mãe ao soalheiro.

» Para parte de Fevereiro, guarda lenha no quinteiro.

» Pelo S. Matias (dia 24), noites iguais aos dias.

» Quando a Candelária (dia 2) chorar, o Inverno está a passar. Quando a Candelária rir, o Inverno está para vir.

» Quando não chove em Fevereiro, nem bom prado nem bom palheiro.

» Tanta chuva pelas candeias (Nª Sª das Candeias, dia 2), tantas abelhas para as colmeias.

» Vai-te embora Fevereiro que não me deixaste nenhum cordeiro.

Aqui poderá encontrar outros Provérbios sobre o mês de Fevereiro e sobre muitos outros temas ou assuntos.

Mês de Fevereiro de 2011

Terminou o mês de Janeiro e eis-nos entrados em Fevereiro, cujo provém do latim Februarius, mês da expiação e purificação. Expiação porque no dia 15, no calendário romano, havia a Februa, grande festa de purgação e expiação.

Nos dias 2 e 3 deste mês, em Vila Real, mais concretamente na Vila Velha (zona onde nasceu a cidade há mais de 700 anos…) celebra-se a Festa de S. Brás, com uma curiosa tradição: os rapazes estão obrigados a dar a "gancha" à rapariga que no dia 13 de Dezembro (Festa de Sta Luzia) lhe deu o “pito".

Para além desta, há outras Festas e Romarias de Norte a Sul de Portugal que, eventualmente, lhes interessa conhecer e, quem sabe, até participar nas actividades aí realizadas.

O Calendário Agrícola diz-nos que, durante o mês de Fevereiro, “Na vinha, se deve prosseguir com as fertilizações iniciadas no mês anterior. Reparar bardos, lateiros e ramadas, substituindo ou endireitando os esteios e esticando ou consertando os arames. Iniciar a enxertia, utilizando castas apropriadas, nos locais abrigados. Cortar as raízes que surjam por cima da soldadura do enxerto”. Para além dos trabalhos na vinha, também há muito que fazer no campo, na horta, no pomar, no jardim, na adega e com os animais.

Neste mês, tal como no anterior e nos seguintes, há diversas datas comemorativas e efemérides para celebrar.

Quem nasceu entre os dias 1 e 18 de Fevereiro pertence ao signo Aquário: “Os nativos deste signo são inteligentes, enérgicos, francos, leais e alegres. Suas principais falhas: egoísmo, tendência a opiniões dogmáticas e ódio por quem os iludir.” Já quem nasceu entre os dias 19 e 28 ou 29 de Fevereiro pertence ao singo Peixes: “Os nativos deste signo são simpáticos, bondosos, prestáveis, sinceros e despreocupados. Suas principais falhas: super sensibilidade, irritação, rabugice e indecisão.” Há 100 anos havia diversas superstições e crendices acerca do mês de Fevereiro e destes signos: Aquário e Peixes.

Diz o povo que “Ao Fevereiro e ao rapaz perdoa tudo o que faz, se o Fevereiro não for secalhão e o rapaz não for ladrão.” Mas há outros provérbios que também se referem, com mais ou menos propriedade, a este mês. Tal como há superstições e crendices relativas ao mês de Fevereiro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...